Covid-19: Indicação de Majeski estabelece testagem em escolas com casos confirmados de contaminação



O deputado estadual Sergio Majeski (PSB) apresentou nova proposta para aumentar a segurança da saúde de profissionais da educação, alunos e familiares após a reabertura das escolas para aulas presenciais nas redes estadual e municipais de ensino.


Já aprovada na Assembleia Legislativa, a Indicação 390/2021 de autoria de Majeski ao Governo do Estado orienta que, quando confirmados casos de Covid-19 em profissionais e alunos das escolas públicas, sejam feitos a imediata testagem e afastamento preventivo daqueles que mantiveram contato com as pessoas infectadas.


“Nosso objetivo é zelar pela vida daqueles que se colocam em risco em prol do Estado e da educação pública. Para conter a propagação do coronavírus é essencial que sejam estabelecidos mecanismos de testagem e acompanhamento dos casos confirmados”, destaca Majeski.


Em fevereiro, Majeski disponibilizou para toda a sociedade uma plataforma de monitoramento para que a comunidade escolar informe a situação em suas respectivas unidades de ensino, em todos os 78 municípios capixabas.


Acessando este link é possível que professores e alunos retratem como as escolas estão funcionando e se há casos de contaminação.


“Nos últimos dias, com o início das aulas presenciais, recebemos diversas informações de casos de infecção pela Covid-19 nas redes públicas de ensino, incluindo situações graves que levaram à internação. São denúncias de que esteja havendo a propagação do vírus nas escolas, colocando vidas em perigo”, completa Majeski.


Aulas presencias suspensas em Itarana e Santa Maria de Jetibá


Os casos de contaminação já provocam transtornos e insegurança nas escolas. A Vigilância Sanitária do município de Santa Maria de Jetibá suspendeu as aulas das escolas estaduais Graça Aranha e São Luís. Em Itarana, a escola estadual Profª Aleyde Cosme também está com as atividades presenciais suspensas e em Vitória, por intermédio da plataforma de monitoramento, cidadão informa que há três casos confirmados numa escola estadual localizada na região da Grande Goiabeiras.





Foto: Ellen Campanharo/Ales

0 comentário