Fechamento de turmas e turnos em São Mateus é abordado por Majeski



O fechamento de turmas e turnos nas escolas estaduais voltou a ser tema do discurso de Sergio Majeski (PSDB) na Assembleia Legislativa. O deputado estadual, que nos últimos 2 anos visitou 184, se manifestou contrário a prática ocorrida no município de Itarana.

"Lá, a única escola do Estado, a escola Aleíde Cosme, fechou o turno noturno. Os alunos que querem estudar à noite têm que ir para Itaguaçu. Embora seja muito próximas as duas cidades, esses alunos têm que arcar com a própria passagem, porque não há uma condução financiada pelo Estado", revelou o deputado.

Situação parecida passa a escola estadual Walace Castelo Dutra, em São Mateus. "Ali também estão juntando turmas, deixando os professores em uma situação muito delicada por causa da carga horária e os próprios alunos", completou.

Escola Viva

Em seu gabinete, Sergio Majeski também recebeu denúncias sobre a implementação do projeto Escola Viva nos municípios de Afonso Cláudio e em Vila Velha, na escola Maura Abaurre. "Os alunos têm que ir para outras escolas, longe de suas residências, porque não podem ficar o dia inteiro na escola", disse.

Assessoria de Imprensa Fiorella Gomes

#SergioMajeski #escolasestaduais #fechamento #EscolaViva

0 comentário