Secretário de Educação fica de fora da convocação



O presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, o deputado Sérgio Majeski (PSDB), com base no artigo 57 da Constituição Estadual, solicitou através do requerimento nº 174/2015 a convocação do Secretário de Estado de Educação para expor e debater sobre Ciência, Tecnologia, Inclusão Digital e Qualificação Profissional, dentro do Plano Estadual de Educação, com data a ser definida pelo secretário, entre os dias 30 de junho a 10 de julho de 2015. No entanto, assim que o pedido foi lido na sessão desta segunda-feira (06), Gildevan Fernandes (PV), - líder do governo -, justificou o pedido de negativa à convocação, afirmando que o Plano já havia sido aprovado e que por isso não se justificaria mais uma discussão. Sergio Majeski que é presidente da Comissão, queria trazer o secretário, para discutir como ficará a Educação Tecnológica e a Ciência e Tecnologia dentro desse processo. Segundo o deputado "não há justificativa para todo essa preocupação, afinal de contas, o secretário também é presidente do Fórum Estadual de Educação e sendo secretário da área, deve saber o que vai ser feito com relação a esta questão. Isso nem deveria vir para plenário, a própria Comissão poderia convocar o secretário. Não entendo o porquê desse artifício" questionou o deputado. Mais uma vez, os que se dizem “aliados do governo” tentam resguardar o secretário de Educação Haroldo Rocha, deixando-o de fora da convocação de Majeski. Novamente, a comunidade escolar sai perdendo, afinal, o Projeto Escola Viva e o Plano Estadual de Educação também foram feitos às pressas e sem uma extensa discussão com a sociedade.

Assessoria de Comunicação Flavio Santos Izabel Mendonça Leo Júnior

Fotografia Comunicação ALES


0 comentário