Majeski aciona Governo por unidade de saúde fechada que atenderia capixabas de oito municípios



A estrutura física da unidade de saúde “Rede Cuidar”, localizada às margens da BR 262, em Domingos Martins, segue sem oferecer atendimentos aos cidadãos. Dada como concluída em 2017, a obra não foi inaugurada pelo governo passado e aparentemente está abandonada.


Cumprindo o papel fiscalizador que a legislação confere, o deputado estadual Sergio Majeski (PSB) formalizou Requerimento de Informações ao Governo do Estado para os esclarecimentos necessários.


“No site da Secretaria de Saúde consta que a previsão de inauguração era para 2019. Nosso questionamento é para entender a situação real e tentar evitar que não tenham novos casos de desperdício do dinheiro público”, destaca Majeski.


Outras quatro unidades da Rede Cuidar já estão em funcionamento. Em 2017 foi inaugurada a de Nova Venécia e em 2018 as dos municípios de Santa Teresa, Linhares e Guaçuí.


A de Domingos Martins, prevista para entrar em funcionamento no ano de 2019, teria abrangência para atender também cidadãos dos municípios de Marechal Floriano, Afonso Cláudio, Brejetuba, Conceição do Castelo, Venda Nova do Imigrante, Ibatiba e Castelo, que juntos têm cerca de 197 mil habitantes.


No requerimento apresentado por Majeski, a administração estadual terá que informar por qual motivo essa unidade ainda não foi inaugurada; o prazo e quanto ainda precisará ser investido para a conclusão e inauguração; quanto já foi gasto com obras, aquisição do terreno e de equipamentos; se o terreno já pertencia ao Estado; e qual tipo e capacidade de atendimento e as especialidades estão previstas para a unidade.


A implantação da Rede Cuidar faz parte do então Programa Prioritário de Governo “Ampliação e Modernização da Rede de Saúde”, cobrindo todo o estado com consultas e exames especializados mais perto do local de moradia dos usuários do Sistema Único de Saúde. A expectativa era que com todas as unidades em funcionamento, cerca de 1 milhão de pessoas deixariam de ser direcionadas para a Grande Vitória em busca de atendimentos, garantindo mais qualidade de vida ao cidadão.

0 comentário