Majeski quer apuração sobre desperdício de R$ 6 milhões em obra de escola


Fotografia: Gabriel Almeida
Fotografia: Gabriel Almeida

O deputado estadual Sergio Majeski (PSB) apresentou requerimento na Assembleia Legislativa para que o Tribunal de Contas do Estado (TCE-ES) realize inspeção e auditoria das obras de reforma e ampliação da Escola Estadual Aristóbulo Barbosa Leão, no município da Serra.


A intenção é apurar se houve alguma irresponsabilidade no processo. Iniciados em 2012, os trabalhos foram paralisados oficialmente em 2015 e abandonados. Mesmo já tendo investindo cerca de R$ 6 milhões de recursos públicos nas obras, em setembro de 2018 o Governo do Estado demoliu o prédio, por avaliar que a estrutura estava comprometida, ao custo de R$ 290 mil, prometendo reiniciar as obras no mesmo ano, o que não aconteceu.


“Desde 2015 questionamos formalmente o Governo sobre as obras da escola. Somando o aluguel, já são mais de R$ 11 milhões de recursos públicos investidos. Solicitamos a apuração técnica especializada para que não pairem dúvidas sobre todo o processo”, destaca o deputado Majeski.


Além dos valores gastos nas obras e demolição, o Governo investe também no aluguel do prédio onde a escola funciona desde 2012. Já são mais de R$ 5 milhões pagos para utilizar o espaço de uma antiga faculdade, que é alvo constante de reclamações de alunos e professores por conta de deficiências nas instalações.


Fotografia: Gabriel Almeida
Fotografia: Gabriel Almeida

Imagem: reprodução TV Gazeta
Imagem: reprodução TV Gazeta

Nova escola vai custar R$ 20 milhões


O Governo do Estado vai investir R$ 20 milhões para a construção da nova escola Aristóbulo Barbosa Leão, no município da Serra. De acordo com o cronograma da Secretaria de Estado da Educação (Sedu), está programada para dezembro a publicação do edital para contratação da empresa que vai realizar a obra, prevista para ser entregue no início do ano letivo de 2022.

0 comentário