Emendas de Majeski valorizam educação, transparência e direitos dos cidadãos



O deputado estadual Sergio Majeski (PSB) apresentou 19 emendas ao Projeto de Lei (PL) 312/2019, que vai definir a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2020. Em geral, as propostas do parlamentar valorizam a transparência, os investimentos na educação pública, a defesa dos direitos dos cidadãos e o controle, a fiscalização e o acesso aos investimentos públicos.


‘Batalhas’ antigas de Majeski ganharão novos capítulos. De uma só vez, aproveitando as prerrogativas do mandato, o deputado apresentou três emendas (nº 103, nº 112 e nº 104), respectivamente, para devolver o artigo 145 à Constituição Estadual (divulgação dos incentivos fiscais), vedar a inclusão de despesas com inativos nos 25 % obrigatórios de investimentos na Educação (nos últimos anos o rombo supera R$ 4 bilhões) e limitar os gastos do Governo com propaganda institucional.


Ainda para garantir mais investimentos na educação pública, outra emenda (nº 108) impede o contingenciamento dos recursos que constem como prioridades e metas da administração no Plano Plurianual (PPA) para a Educação.


Outra proposta apresentada é para garantir o cumprimento de definições da sociedade. A emenda (nº 111) estabelece que o valor máximo de 1% (cerca de R$ 130 milhões) da Receita Corrente Líquida será para o atendimento obrigatório das propostas priorizadas nas audiências públicas realizadas pelos poderes Executivo e Legislativo, nas microrregiões do Estado.


Principal instrumento de garantia à assistência jurídica integral e gratuita ao cidadão que necessitar, duas emendas (nº 114 e nº 115) são para aumentar o orçamento e dar capacidade para ampliação dos trabalhos da Defensoria Pública do Espírito Santo, essencial para garantir o cumprimento da Constituição Federal que estabelece que até 2022 todas as unidades jurisdicionais deverão contar com pelo menos um defensor.


Tramitação


O PL 312/2019 foi protocolado na Assembleia Legislativa em 26 de abril e deverá ser votado obrigatoriamente até 17 de julho, pois a Constituição Estadual estabelece que o recesso parlamentar não pode começar enquanto o Legislativo não aprove a nova lei.


Descomplicando a LDO


No ano de 2017, o deputado Sergio Majeski publicou uma cartilha explicando como funciona a tramitação e qual a importância da LDO. Acesse aqui e saiba mais.

© Sergio Majeski 

Todo o nosso material é livre para compartilhamento, reprodução e divulgação, desde que seja citada a fonte: sergiomajeski.com.br

Planejamento Estratégico, Site, Planejamento Digital  - Thaís Aguiar

Política de privacidade

  • whatsapp_edited
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram