R$ 300 milhões: “A população não vive na propaganda fictícia do governo”


Na penúltima sessão ordinária da Assembleia Legislativa do ano de 2018, a mesma em que os deputados estaduais aprovaram o projeto inconstitucional que confere superpoderes ao procurador-geral do Ministério Público do Espírito Santo, o deputado estadual Sergio Majeski (PSB) voltou a lembrar os altos investimentos que o Governo do Estado realiza com recursos públicos para produzir propagandas e comprar espaços publicitários. “Uma propaganda mentirosa repetida milhares de vezes continua sendo uma propaganda mentirosa, porque a população vive num estado real. Ela não vive na propaganda fictícia do governo”, ressalta Majeski.


#Propagandas #gastos

0 comentário