Deputado alerta contra “demonização” da política


As pessoas estariam desacreditadas e colaborando para uma “demonização” generalizada na política, o que seria ruim para a democracia. Essa é a opinião exposta pelo deputado Sergio Majeski (PSB) em discurso durante a sessão ordinária desta terça-feira (15). Para o socialista, é preciso maior participação da sociedade na vida política.

“A crítica é válida, é um direito de cidadão, mas não podemos demonizar. Se o tempo todo eu demonizo, que proposta eu tenho para substituir tudo isso? Como seria o Brasil sem os políticos, sem o Judiciário, o Executivo, o Legislativo? Bem ou mal o Brasil é uma democracia. Se não estamos satisfeitos nós devemos participar efetivamente para mudar isso, parte da população critica, mas não participa”, elencou.

Majeski concluiu o discurso criticando o que seria uma cultura paternalista e populista. “Não precisamos de heróis, mas de estadistas. Arrepio quando escuto que fulana é mãe de tal cidade, que beltrano é pai dos pobres. Isso é um ranço do colonialismo que não sai daqui, coisa de apadrinhamento”, afirmou.


Texto: Luan Antunes, com informações de Gleyson Tete

#política #PolíticaEstadual #Discursos

0 comentário