"Corrupção é uma via de mão dupla", afirma Majeski durante votação de código de conduta


Durante a votação do Projeto de Lei (PL) 329/2017,de autoria do Governo do Estado, que institui o Código de Conduta e Integridade dos Fornecedores de Bens e de Serviços ao Estado do Espírito Santo, nesta terça-feira (19), o deputado estadual Sergio Majeski (PSDB) defendeu um código também para servidores e agentes públicos.

“A corrupção é de mão dupla, não existe essa de só as empresas agirem sozinhas. Por que o governo não enviou pra cá um código de conduta para secretários e o alto escalão? Espantoso isso. É claro que já existe um código de ética, mas ele é burlado”, posicionou-se, afirmando ainda que o Executivo teria secretários com “robustas denúncias” de corrupção ou já condenados.

O Executivo afirma que a matéria visa diminuir a prática de fraudes nas licitações e na execução dos contratos, norteando as relações entre as instituições públicas e privadas. Majeski votou favorável a proposta, que foi aprovada com emendas.

Assessoria de Imprensa

Fiorella Gomes

#corrupção #conduta #SergioMajeski #Votação

0 comentário