Majeski vota contra criação de mais cargos na Assembleia



Defensor do bom uso dos recursos e de uma máquina pública enxuta, o deputado estadual Sergio Majeski (PSDB) votou contra projeto que cria mais cargos na Assembleia Legislativa. Aprovado na sessão ordinária dessa quarta-feira (8), o Projeto de Resolução (PR) 54/2017 cria a estrutura funcional para o Procon Assembleia, além de cargos para a Procuradoria da Mulher na Casa, que teve sua criação aprovada na última semana.

Tramitando em Regime de Urgência, Majeski pediu explicações sobre o texto da matéria e da emenda, mas teve a resposta adiada pela Mesa Diretora.

“Acho desnecessário. Tínhamos de encontrar mecanismos de fortalecer o Procon estadual, pois são duas instituições que fazem a mesma coisa. Peço a explicação se a emenda de Janete cria cargo, pois não está claro, porque no Procon substitui um cargo e cria 10 vagas de estágio”, disse.

Com a aprovação do PR, a Casa de Leis contará com mais dois cargos comissionados e 12 estagiários. Desses, o Procon contará com o cargo em comissão de assessor sênior da Secretaria e dez dos estagiários. Já a Procuradoria da Mulher contará com o cargo em comissão de assessor júnior da Secretaria e dois estagiários.

Assessoria de Imprensa

Fiorella Gomes

#cargos #gastos #SergioMajeski #Votação #AsembleiaLegislativa #ProcuradoriadaMulher #Procon

0 comentário