Majeski comenta votação da denúncia contra Temer



O deputado Sergio Majeski (PSDB) comentou, nesta terça-feira (17), sobre a votação da denúncia contra o presidente da República, Michel Temer. Para ele, o Congresso Nacional está “parado para salvar um bandido”. Esta é a segunda denúncia contra o peemedebista realizada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) que será analisada e discutida pelos deputado federais.

“É impressionante a que ponto chegou o País. Não se fala mais em votar orçamento do ano que vem, não se fala mais em reforma, só se fala em salvar o bandido que ora preside o País. Você não vê mais manifestações de 2013, as manifestações pelo impeachment da Dilma, você não vê movimentos que antes estavam nas ruas. É triste um País trabalhando para preservar um bandido”, criticou.

A denúncia em discussão na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Federal acusa Temer e os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco de crimes de obstrução de justiça e organização criminosa.

Pouco antes, Majeski criticou o que ele chamou de medidas de flexibilização do trabalho escravo com o intuito de garantir o possível apoio da bancada ruralista a Temer na votação da denúncia. “De agora em diante, para dizer qual empresa usa trabalha escravo, só despacho do ministro”, lamentou.

Assessoria de Imprensa

Fiorella Gomes

#MichelTemer #presidente #denúncia #CongressoNacional #sergiomajeski

0 comentário