Realização da CPI da Cesan volta a ser defendida por Majeski



A realização da CPI da Cesan voltou a ser defendida pelo deputado Sergio Majeski (PSDB). A defesa veio após o Ministério Público Estadual (MPES) divulgar que supostas irregularidades em licitações e contratos entre a Companhia e a empreiteira Delta Construções S/A teria causado um prejuízo aos cofres públicos no valor de R$ 8.273.611,09.

A Ação Civil por Improbidade Administrativa foi apresentada à 4ª Vara da Fazenda Pública no dia 10 de março deste ano. Além da empresa, a denúncia inclui 15 integrantes da cúpula administrativa da Cesan em 2008, entre eles o então diretor-presidente da companhia Paulo Ruy Carnelli, atual secretário de Transporte e Obras Públicas.

"É grave a situação. A CPI da Cesan seria fundamental. Se faltavam motivos, eles passaram a existir com a divulgação dessa denúncia.

Majeski também alertou que a imprensa tem denunciado que o Governo do Estado tem ameaçado politicamente vereadores de Vitória que pretendiam instalar uma CPI da Cesan no Legislativo Municipal.

O deputado ainda lembrou que os contratos que envolveram a Cesan com empreiteiras como Delta e Odebrecht somam mais de R$ 200 milhões. "Muita coisa suja deve ter para se esconder para o Governo estar fazendo malabarismos para tentar impedir investigações por membros dos Legislativos Estadual e Municipal", ponderou.

Assessoria de Imprensa

Fiorella Gomes

#CESAN #CPI #LAVAJATO #SergioMajeski

© Sergio Majeski 

Todo o nosso material é livre para compartilhamento, reprodução e divulgação, desde que seja citada a fonte: sergiomajeski.com.br

Planejamento Estratégico, Site, Planejamento Digital  - Thaís Aguiar

Política de privacidade

  • whatsapp_edited
  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram