Manobras derrubam sessões ordinárias da semana


Nesta semana, as três sessões ordinárias previstas pelo Regimento Interno, caíram por falta de quórum. Obrigatoriamente, elas acontecem às segundas e terça-feiras, das 15h às 18h, e às quarta-feiras, sempre das 9h às 12 horas.

A legislação prevê que o número mínimo para a manutenção das sessões é de 10 parlamentares; já para a votação das matérias, são necessárias as presenças de pelo menos 16 deputados. Entretanto, nenhum desses números foi atingido devido às manobras políticas realizadas em plenário.

A prática está sendo adotada desde a volta do recesso parlamentar, em agosto, o que faz com que mais de 20 matérias se acumulem na pauta de votação. A postura dos parlamentares tem sido duramente criticada por Sergio Majeski, que cobra compromisso com a população e com a pauta de votação, devido a existência de projetos importantes por analisar.

Na segunda-feira (24), a sessão caiu logo após Majeski questionar a Mesa Diretora sobre a existência da Assessoria Militar na Casa. O assunto também seria o motivo do término das demais sessões da semana.

Confira vídeo em que Sergio Majeski cobra explicações à Mesa Diretora sobre a assessoria militar


Assessoria de Imprensa

Fiorella Gomes

#Majeski #sessãoordinária #manobra #queda #faltadequórum

0 comentário